Coleção "Afetiva" também conta com a colaboração de diversos artistas visuais e gráficos



A LED apresentou a coleção "Afetiva" no primeiro desfile online da marca. A produção é parte do projeto "Virtual Case", da produtora paulista Per.Ardua. O material foi gravado em São Paulo, com equipe e casting reduzidos, respeitando as normas de segurança e distanciamento social. "Fiquei muito feliz com o convite. A moda, como várias indústrias, precisa refletir sua produção. Diante da pandemia, o desfile digital é uma resposta possível para manter nossa forma de expressão viva", pontua Célio Dias, designer da LED.


Os 31 looks foram desenvolvidos a distância, durante a quarentena e carregam as reflexões do designer acerca do cenário atual. "Reduzi a produção e mergulhei na investigação de processos artesanais para manipular os tecidos. O isolamento também me conectou muito à minha infância no interior de Minas Gerais. Trouxe várias referências afetivas para os desenhos", revela Célio. O crochet, espinha-dorsal das coleções da LED nos últimos 3 anos, aparece com novas formas e amarrações. Tecidos naturais, como o algodão e o linho, passam por tingimentos naturais para alcançar novas tonalidades.



"Afetiva" também conta com a colaboração de diversos artistas visuais e gráficos. Zangada (Thereza Nardelli), que personalizou peças e estampas nas últimas duas coleções, é responsável pela estilização de um casaco produzido com tecido garimpado pelo estilista e que traz a palavra SAUDADE na estampa, um dos sentimentos mais presentes na vida do estilista durante esse período. Pedro Luis, artista que utiliza o bordado com plataforma, trabalhou em uma camisa e revisitou uma imersão artística sua e fundiu a uma das camisetas mais potentes da marca trazendo uma nova leitura para a estampa BICHA PWR. Paulo Marcelo Oz criou a estampa da t-shirt que amarra o discurso político da LED para a coleção. "A colaboração sempre foi um traço importante na nossa identidade. Apesar das restrições de contato, nos adequamos para manter a troca de ideias", conta Célio.



O projeto conta ainda com participação de diversos fotógrafos e stylists para a produção de conteúdos que serão lançados nas redes sociais da marca e nos canais de venda, como parte da campanha de divulgação da nova coleção.

A peça concorre na categoria “mobiliário outdoor” e integra a coleção Janelas do Sertão, inspirada nas paisagens piauienses.



No Piauí de mentes criativas e olhares inquietos, faz-se também alto design. A Azzurra Móveis, empresa que está há 30 anos no mercado de mobiliário indoor e outdoor, coloca o estado mais uma vez na rota do design de excelência nacional. Ao lado de nomes como Jader Almeida e Sérgio Matos, Azzurra concorre, com sua cadeira Aguapé, ao Prêmio Casa Vogue Design 2020. A premiação acontece nesta segunda-feira (24), às 20h, com transmissão multiplataforma no site, Instagram, Facebook e Youtube da Casa Vogue.


A peça, que concorre a uma das mais prestigiadas premiações do design brasileiro na categoria “mobiliário outdoor”, é assinada pelo estúdio colaborativo paulistano Plataforma4 e faz parte da coleção Janelas do Sertão, inspirada nas paisagens piauienses. É leve e resistente; sua estrutura de alumínio com travamento inclinado e o trançado irregular feito com corda náutica proporcionam um visual descontraído, que remete à atmosfera das praias do Piauí. Uma leitura afetiva do nosso litoral.



“Quando pensamos a coleção Janelas do Sertão, que celebra os 30 anos da marca, reunimos um grande time de talentos nacionais e regionais, com a curadoria da Plataforma4 e inspiração no livro “Piauí — Sertão, Rio, Mar”, do fotógrafo Valdeci Ribeiro. Essa indicação coroa essa junção de sonhos, capacidade criativa e execução refinada”, afirma Elizabeth Mendonça, sócia-diretora da marca.


Marília Marinho e Daniele Marinho, diretoras de produção e comercial, falam da expectativa pelo anúncio dos vencedores. “Estar entre os grandes nomes do segmento em nível nacional nos faz refletir sobre a elevada qualidade da produção local e sobre como conseguimos nos inserir no mercado brasileiro apresentando um trabalho consistente e competente”, diz Marília. “Nós vivemos o design intensamente. Estamos muito honrados com a indicação e felizes por toda essa jornada”, acrescenta Daniele.



Transitando por paisagens das serras do sertão ao litoral, as peças de Janelas do Sertão têm traços leves e marcantes como as formas da natureza, e levam assinatura de grandes nomes do design nacional: Sérgio J. Matos, Plataforma4 (Amélia Tarozzo, Camila Fix, Flávia Pagotti e Rejane Carvalho Leite), Flávio Franco e Evangelina Guerra, sendo os dois últimos piauienses.


Prêmio


O Prêmio Casa Vogue Design seleciona peças que revelam particularidades do Brasil no traço, nos processos ou nos materiais, distribuídas em dez categorias. A escolha dos vencedores se dá por votação de júri especializado e voto popular, via internet. Estamos na torcida pelo Piauí que faz bonito Brasil afora!

Em formato digital, a premiação será transmitida ao vivo com a participação dos finalistas, e estará aberta ao público por meio das mídias sociais.



Impedida de acontecer em março divido à pandemia do novo coronavírus, a 4ª edição do Prêmio Casa Vogue Design transforma-se em evento digital, a ser transmitido em tempo real no dia 24 de agosto, a partir das 20h, por meio do YouTube, do Facebook, do Instagram e do site da Casa Vogue (@casavoguebrasil, casavogue.com.br). Na ocasião serão anunciados os vencedores da mais importante premiação de design do Brasil.


Em lugar da cerimônia presencial, que ocorreria no Museu de Arte de São Paulo (MASP), entra em cena um formato inovador, inspirado pela hashtag #fiqueemcasa: o Prêmio Casa Vogue Design Em Casa, um programa conduzido ao vivo pelos atores Jonathan Haagensen e Erika Januza, diretamente de uma residência cenográfica, de onde os apresentadores revelarão os ganhadores - que aparecerão ora em vídeos pré-gravados, ora em entradas live, dando ao público a chance de vislumbrar um pouco das casas dos eleitos -, encenarão esquetes e farão a interação com a audiência



O prêmio é resultado de um acompanhamento diário feito pela equipe da redação da Casa Vogue do mercado nacional de design. Ao longo de 2019, o time seguiu todos os lançamentos e eventos do segmento, e elegeu os 52 finalistas da premiação, entre produtos de decoração, mobiliário e revestimentos. Este ano, há outra novidade especial: a categoria Cadeiras. As demais divisões do Prêmio permanecem as mesmas: Complementos, Design de Coleção, Estofados, Luminárias, Mobiliário, Mobiliário Outdoor, Objetos, Revestimentos, Têxteis e Voto Popular, que elege um vencedor entre as dez categorias. Além destas serão revelados os ganhadores das duas categorias mais aguardadas da premiação: Talento em Ascensão e Designer do Ano.


Os vencedores receberão troféu criado pelo artista plástico Artur Lescher, em parceria com a Mekal, especialmente para a premiação.

NOTÍCIAS