• Yuri Ribeiro

Com neotop brasileira na passarela, Dior faz desfile sem plateia

Maryel Uchida foi destaque da apresentação realizada na Itália.



Nascida no Japão e criada no Brasil, Maryel Uchida (WAY Model) foi destaque do desfile realizado pela Dior, nesta semana, na cidade italiana de Lecce.


A apresentação foi transmitida ao vivo, porém sem a presença de público no local, formato que tem sido adotado por grifes internacionais na tentativa de retomarem as coleções em novos formatos pós-surgimento da pandemia do Coronavírus.




A coleção Cruise 2021 da grife, comandada por Maria Grazia Chiuri, trouxe referências ao artesanato, tradições locais e o folclore italiano. Cenário do desfile, a Piazza del Duomo foi tomada por luzes.


Filha de uma brasileira com um japonês, a mestiça de traços marcantes Maryel Uchida mudou-se para o Brasil aos 3 anos de idade, onde fixou residência em Minas Gerais.


Na pequena cidade de Ipatinga, formou-se professora de taekwondo, luta que pratica desde os 9 anos de idade.


Aos 12, tornou-se ‘Kiossanin’ - professora avançada da prática coreana: “Eu dava aulas em uma academia onde minha mãe trabalhava como recepcionista”, afirma.




Recentemente, tornou-se aposta da WAY Model – mesma agência de tops consagradas como Carol Trentini, Sasha Meneghel e Alessandra Ambrósio.

Em seu currículo, coleciona feitos importantes, como exclusividade com a poderosa Prada na última temporada, e desfiles para Dior, Off-White, Chloé, Loewe, Altuzarra e Louis Vuitton, além de campanha para a poderosa Yves Saint Laurent Beauty.


Com passagens pela França, Alemanha, Inglaterra e Itália, a novata cresce a passos largos, e fez três entradas na passarela da grife Dior na noite de ontem.