• Yuri Ribeiro

DFB Festival: upcycling de luxo na moda festa de Ivanildo Nunes

O experimentalismo, para além do tingimento, também esteve no uno de sobras de materiais picados que virariam lixo.


Nesse ano, por conta do contexto de pandemia e distanciamento social, o DFB Festival se adequou ao formato digital e se transformou no DFB Digifest 2020. A programação de desfiles, composta por um line-up com nomes da moda autoral, foi levada para os canais digitais do evento e transmitidos para o público em lives diárias.


O estilista Ivanildo Nunes foi um dos nomes a retornar para a passarela do DFB Festival, agora na versão digital. No seu desfile online, ele apresentou sua nova coleção intitulada “O Reencontro do Eu perdido!”.



Com grande intimidade com o trabalho feito à mão, Ivanildo voltou suas criações, nessa coleção, para o tingimento artesanal. A busca incessante pelo eu, proposta no nome da sua coleção, foram traduzidas pelo abstracionismo das cores presente na suas criações.


O experimentalismo, para além do tingimento, também esteve presente na técnica upcycling usada por Ivanildo. Para atualizar sua moda festa, o estilista utilizou em algumas peças sobras de materiais picados que virariam lixo. Outras técnicas como o crochê, o rechilier e o bordado manual também serviram como ponto de partida para uma coleção em tons terrosos, leve e sofisticada.


As gravações dos desfiles aconteceram nos dias 18 e 19 de julho, na F3 Produções, cumprindo todos os cuidados e protocolos de segurança para o casting de modelos e as equipes de produção, beleza e técnica. O DFB DigiFest tem como maior intuito transportar o clima de criatividade e inovação do DFB Festival para o universo das redes sociais. A iniciativa conta com o patrocínio do Sebrae/CE e da graduação em Design Moda da Unifor.


O maior encontro da moda autoral da América Latina


O DFB Festival foi criado, em 1999, para possibilitar o diálogo entre as camadas que compõem o trade da moda no Ceará, facilitando o acesso e a visibilidade tanto para profissionais e marcas estabelecidas no mercado, quanto para novos e promissores talentos. Com o avanço das edições, o Evento abraçou fortemente ações de formação, economia criativa e inovação.


Na edição 2019, o DFB Festival instalou uma estrutura de 27.000m2 nas areias do Aterro da Praia de Iracema, por onde passaram 36 desfiles, 20 shows, quatro balés, feira de design com 60 expositores, 12 palestras e workshops, além de uma mostra gastronômica reunindo 21 bares e restaurantes.


Celebrando a inclusão de Fortaleza no ranking de Cidades Criativas: Design, outorgado pela Unesco, o DFB Festival 2019 gerou 3.655 postos de trabalho, diretos e indiretos, além da participação voluntária de 132 alunos de 11 instituições de ensino dos estados do Ceará e Rio Grande do Norte, representando as graduações de Design de Moda, Hotelaria, Produção de Eventos e Publicidade & Propaganda.


Fotos: Igor Cavalcante