• Yuri Ribeiro

E-commerce brasileiro tem crescimento de 39,7% durante o mês de junho

Segundo estudo da consultoria Conversion, movimentação no mês caiu 6,29% em comparação à maio, devido a sazonalidade e reabertura de lojas físicas

A pandemia trouxe um grande crescimento para as vendas online. É o que aponta levantamento da Conversion, consultoria de SEO e marketing de performance. O setor online cresceu 39,7% em junho na comparação com o momento anterior ao novo coronavírus.

“Com as medidas de quarentena, as pessoas passaram a ficar mais em casa e usaram a Internet para comprar”, explica Diego Ivo, CEO da Conversion. “Há um grande e irreversível movimento em prol do e-commerce, que está batendo recorde sobre recorde”, diz Ivo.

Por outro lado, quando se compara o mês de junho a maio, há uma leve queda de 6,28% no setor, que se deve a uma sazonalidade natural do mês (em maio há o Dia das Mães) e, possivelmente, ao início da reabertura de lojas físicas e shopping centers, ainda que parcialmente.

Turismo volta a crescer pela primeira vez

Outro dado que traz o levantamento da Conversion é que, pela primeira vez desde o início da pandemia, o setor de Turismo (que acumula perdas de 74%) voltou a crescer e acumulou ganhos de 28% em relação a maio.

Ainda é muito cedo, entretanto, para dizer que tudo está ótimo. Com a reabertura gradativa, Diego Ivo vê um novo normal: “com a volta, é claro que as pessoas não vão ficar só em casa, mas os novos hábitos, especialmente os de consumir online, foram fortalecidos”, prevê o executivo.

Uma nova corrida pelo e-commerce no Brasil

Seguindo a linha de empresas como Amazon, Facebook e Apple, que já superaram seu valor de mercado pré-coronavírus, no Brasil espera-se uma nova corrida pelo e-commerce, que se tornou a única modalidade de vendas para muitos varejistas.

Durante a pandemia, o e-commerce foi o único canal de vendas para praticamente todos os varejistas (B2C – Business to Consumer) e até indústrias, que chegam ao online pela modalidade de vendas conhecida como D2C (Direct to Consumer). Vendas online aumentaram 51%.

#ecommerce #lojaonline #lojavirtual #quarentena